05 junho, 2018

PARA A HISTORIA DO CORPO EXPEDICIONARIO PORTUGUÊS. Transcrição do diario lisbonense O MUNDO, de 9 de Fevereiro de 1924. Macau, 9 de Abril de 1924. Macau, Imprensa Nacional, 1924. In-8.º (13x22cm) de [2], 32, [2] p. ; B.
1.ª edição.
Capa assinada por Francisco Valença, com a inscrição no pé: «ASSIM SE HONRA A PÁTRIA!».
Resposta de Paul von Hindenburg ao reparo que o capitão Nuno Antunes fez ao Marechal alemão, a propósito das considerações pouco abonatórias sobre o exército português perante o ataque alemão, na batalha de La Lys, que este último incluiu no seu livro de memórias.
Contém reproduzida a correspondência dos dois militares.

"O sr. capitão de artelharia de campanha Nuno Antunes que foi oficial do C. E. P., impressionado pelas referências injustas que o marechal Hindenburg fazia nas suas Memórias à acção do exército português no combate de 9 de Abril, escreveu ao generalíssimo alemão uma carta rebatendo tais afirmações. O marechal Hindenburg respondeu prontamente rectificando-as da maneira mais satisfatória para a honra do nosso exército. Conseguimos obter por intermédio de um amigo comum, que também fez parte do C. E. P., a carta do oficial português e a resposta de Hindenburg."
(Excerto do preâmbulo)
“Os factos narrados no meu livro baseiam-se nos depoimentos de um oficial inglês prisioneiro e nas informações dadas por oficiaes alemães que tinham tomado parte no combate. As investigações, a que desde então se tem procedido, dão, porém, um juizo diferente do comportamento das tropas portuguesas, e não tenho duvida em declarar o seguinte: No meu livro «Aus meinem Leben», acha-se, na narração da batalha do Lys o seguinte período:
«As tropas portuguesas, na sua maior parte, retiraram-se do campo de batalha em uma fuga desordenada, renunciando definitivamente ao combate a favor dos seus aliados».
Conforme fui informado, esta redacção deve ser modificada. O assalto dos alemães encontrou os portugueses em uma posição pouco favorável, e o progresso do ataque alemão foi mais favorecido por êste facto, do que por culpa da tropa. Considerando-se as circunstâncias difíceis, a tropa, tanto o oficial como o soldado, bateram-se valentemente. Nas edições novas do meu livro far-se há igualmente a correspondente rectificação.”

(Excerto da carta de Hindenburg, Hannover, 19 de Janeiro 1924)
Exemplar brochado em bom estado de conservação.

Raro.
Com interesse histórico.
Peça de colecção.
35€
Reservado

Sem comentários:

Enviar um comentário