11 outubro, 2017

LAFOREST, Dubut de - O PARAISO TERRESTRE. Por... Grande romance dramatico inedito. Traduzido por Joaquim Leitão. Lisboa, «A Editora», [1904]. In-8.º (22,5cm) de 158, [2] p. ; il. ; B. Col. Os Ultimos Escandalos de Paris, VI
1.ª edição.
Romance erótico publicado na primeira década do século XX. Ilustrado com bonitos desenhos nas páginas de texto.
"N'esse domingo, Ambrosio Naumier sahiu da rua do Circo e dirigiu-se á gare de S. Lazare, onde tomou um bilhete de ida e volta para Versailles.
Estava um lindo dia, e o vagão de 1.ª classe, para onde subiu o caixa da batota, ia cheio de passageiros que seguiam para o campo.
A um canto, em frente do «Cebolla», um sujeito lia o jornal, e o irmão da «Az-de-Espadas» fez uma careta, reconhecendo o visconde Arthur de La Plaçade.
O trem punha-se em marcha e Ambrosio que já não podia mudar de vagão, entreteve-se a examinar o companheiro, embrenhado na leitura.
N'isto, La Plaçade levantou os olhos e sorriu, a mão estendida ao ex-creado d'Esbly..."
(excerto do Cap. I, O Filho do Proxeneta)
Índice:
I -.O Filho do Proxeneta. II - No Forno Crematorio de Père-Lachaise. III - A idèa de Anninhas Loiset. IV - Os viajante do amor. V - Americano e turco. VI - O «Bar-Florido». VII - Ambrosio «nas chinelas do marquez».
Jean-Louis Dubut de Laforest (1853-1902). Escritor francês. Autor prolífico, publicou vários romances sobre assuntos considerados ousados na época, alguns deles como folhetins em jornais.
Exemplar brochado em bom estado geral de conservação. Capas frágeis com defeitos e algumas falhas de papel nas margens.
Raro.
Indisponível

Sem comentários:

Enviar um comentário