31 julho, 2017

PIMENTEL, Alberto - O QUE ANDA NO AR. [Lisboa], Officina Typographica da Empreza Litteraria de Lisboa, [1881]. In-8.º (18cm) de 311, [1] p. ; [1] f. il. ; E.
1.ª edição.
Invulgar e apreciado título da bibliografia de Alberto Pimentel. Trata-se de um conjunto de 29 crónicas jornalísticas sobre variados assuntos, com particular relevo para a política nacional, onde o autor faz uso da sua verve corrosiva. 
Ilustrado com o retrato do autor em extratexto.
"Lisboa está sendo o rendez-vous de todas as feras africanas. O vapor Bengo acaba de trazer de Loanda mais uma: é um jacaré sobrescriptado para o sr. Marianno de Carvalho
Não ha no que affirmamos a menor insidia. O Diario de Noticias dizia hontem em duas simples linhas:
«No vapor Bengo veio de Loanda um jacaré para o sr. Marianno de Carvalho.»
Este laconismo do nosso collega é proprio da sua ingenuidade caracteristica. Nós, porém, menos puro talvez, desconfiamos da marosca.
Uma pergunta nos ocorreu logo: para que veio o jacaré?
Para o sr. Marianno de Carvalho o domesticar e trabalhar com elle em publico?
Não. Porque seria esse um mau negocio, attenta a concorrencia do capitão Boone e de miss Milli Carlota.
Para o levar para o Diario Popular, educando-o a seu modo, e fazendo d'elle um jornalista de truz, que o possa ajudar nas lides jornalisticas futuras?
Não. Porque d'esse modo, alem de offender a susceptibilidade dos collegas, poria em risco a vidas de suas ex.as, logo que o jacaré acabasse de devorar o nariz do sr. Minhava.
Para o levar consigo ao ministerio do reino, a fim da fazer conter em respeitosa submissão o sr. José Luciano de Castro?
Não. Porque n'esse caso o sr. José Luciano de Castro pediria logo o auxilio da guarda municipal a fim de não ser comido mais uma vez.
Para que o substitua da regencia da cadeira da Escóla Polytechnica emquanto o partido progressista estiver no poder?
Não. Porque n'esse caso os alumnos da Escóla Polytechnica achariam uma certa differença para peior, e protestariam energicamente contra a substituição.
Então para que?"
(excerto de O Jacaré do Sr. Marianno de Carvalho)
Encadernação em meia de percalina com ferros gravados a ouro na lombada. Sem capas de brochura.
Exemplar em bom estado geral de conservação. Pequena falha de papel no canto inferior esq. da f. anterrosto. Duas folhas restauradas no interior do livro.
Ex-libris do olisipógrafo Luís Pastor de Macedo.
Raro.
15€

Sem comentários:

Enviar um comentário