06 fevereiro, 2017

DUSSAUD, Georges - TRÁS-OS-MONTES. Textos [de] Miguel Torga. Paris, l'Équinoxe, 1984. In-fólio (24x30cm) de [112] p. ; todo il. ; B.
1.ª edição.
Edição original do 1.º trabalho do fotógrafo francês sobre Portugal.
Trabalho dedicado por Dussaud a Trás-os-Montes. Em entrevista a um jornal português disse:
"Trás-os-Montes é muito fotogénico. É teatral. Os interiores são rústicos, com a luz crua da pintura holandesa, como nos interiores de Vermeer. Trás-os-Montes é uma região autêntica. Autêntica, mas não folclórica. Miguel Torga dizia que quando os camponeses saem para o campo com o rebanho parece que levavam uma constelação de estrelas atrás do capote. É isso. É essa poesia."
(in http://www.cmjornal.pt/mais-cm/domingo/detalhe/georges-dussaud-tras-os-montes-e-muito-fotogenico)

"O negro e a luz são a matéria com que Georges Dussaud descortina, como um poema visual, a cartografia de um universo visceralmente telúrico, ainda que aparentemente antigo e agreste.
Da ampla narrativa de imagens de Georges Dussaud, que convocam simultaneamente as suas vivências, sobressaem histórias de vida, povoadas de homens, mulheres e crianças, mas também de lugares, de olhares, de gestos, de instantes irrepetíveis que congela a cada rigoroso disparo da máquina fotográfica."
Georges Dussaud (n. 1937). "É um nome de referência na fotografia francesa. Está ligado desde 1986 à agência Rapho, criada em Paris em 1933 pelo húngaro Charles Rado, e refundada depois da 2.ª Guerra (na época em que Cartier-Bresson e Robert Capa lançavam a Magnum), num momento em que o fotojornalismo se afirmava como veículo privilegiado de comunicação. Com figuras como Robert Doisneau e Edouard Boubat, a Rapho sempre cultivou uma fotografia de pendor humanista. É esta a marca de Dussaud, e Portugal (e a região de Trás-os-Montes) tem nele um dos olhares mais dedicados.
Nascido em 1934 na pequena cidade de Brou, perto de Chartres, na Bretanha francesa, Georges Dussaud visitou pela primeira vez Portugal em 1980 e, a partir daí, produziu um magnífico espólio fotográfico que abrange todo o país, nomeadamente a região duriense.
Para além de Portugal, França, Cuba, Grécia e Irlanda foram outros territórios alvo das suas objetivas, tendo recebido ao longo da sua vasta carreira diversos prémios e outras distinções internacionais."
Exemplar brochado em bom estado de conservação.
Invulgar.
Com grande interesse etnográfico.
45€

Sem comentários:

Enviar um comentário