03 novembro, 2016

DICKENS, Charles - A GUILHOTINA. Tradução de António Ruas. Lisboa, Editorial Inquérito, 1947. In-8.º (21cm) de 400, [8] p. ; E. Col. Obras Completas de Charles Dickens, 3
Título original: «A Tale of Two Cities».
Obra publicada pela primeira vez em Londres, em 1859. Trata-se de um romance histórico cuja acção decorre em Paris e Londres - antes e durante a Revolução Francesa, entre 1775 e 1893 -, e retrata a situação dos camponeses franceses alvo das arbitrariedades e humilhações da aristocracia nos anos que antecederam a Revolução; posteriormente, no decorrer do processo revolucionário, seria a sua vez de devolver os maus tratos aos antigos senhores e libertar a raiva mal contida por anos a fio de uma vida de miséria. O autor traça um paralelo entre as duas cidades, avisando os ingleses para os perigos a que o desprezo pelos pobres e os mais fracos pode conduzir.
"Foi o melhor e o pior dos tempos, a idade da razão e a da loucura, a época da crença e a da descrença, o reinado da luz e o das trevas, a primavera da esperança e o inverno do desespero, tudo nos aparecia na frente, nada tínhamos em frente de nós, íamos todos direitos para o céu, mas também íamos todos direitos para o inferno; em suma, tal período era de tal sorte diferente da época actual, que alguns dos seus mais autorizados comentadores entenderam qualificá-lo, tanto para o bem como para o mal que produziu, com a adjectivação forte e proeminente do grau superlativo.
Sentavam-se no trono de Inglaterra um rei de queixo saliente e uma rainha de feições vulgares; havia no trono da França um rei de queixo saliente e uma rainha de beleza peregrina. Em ambos os países, para os donos da nação, monopolizadores do pão e do peixe, era indiscutível estar tudo assente em bases sólidas."
(excerto do Cap. I, O Período)
Belíssima encadernação do editor executada por Paulino Ferreira.
Exemplar em bom estado de conservação.
Invulgar.
15€

Sem comentários:

Enviar um comentário