17 janeiro, 2016

AMARAL, Jorge H. Côrte Real e - A ILHA TERCEIRA E A REVOLUÇÃO LIBERAL DO PORTO. Dissertação para a Licenciatura em Ciências Históricas e Filosóficas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, apresentado por... [S.l.], [s.n.], 1955. In-4.º (24cm) de [3], 41, [1] f. ; E.
Julgamos estar em presença do exemplar de trabalho, batido à máquina, da tese de licenciatura do autor.
Contém 3 folhas manuscritas pelo punho do autor com o resumo dos capítulos, algumas interrogações e reflexões sobre a apresentação do trabalho, e a errata.
Esta obra viria a ser publicada em Coimbra, não existindo no entanto qualquer exemplar registado na base de dados da Biblioteca Nacional. A biblioteca da Universidade de Coimbra possui um exemplar.
                                         ..................
"A nova da revolta do Porto de 1820 saída do Sinédrio, onde pontificava como principal elemento o Desembargador Fernandes Tomaz, chegou aos Açôres um mês depois de se haver proclamado o Governo Provisório e Junta Governativa.
A notícia, não foi recebida com alegria pelos habitantes do Arquipélago, realistas e católicos, que nada queriam, nada desejavam das ideias democráticas que fervilhavam pelo Reino. Se para a maior parte da população, a notícia trouxe descontentamento, é certo que para um limitado número de pessoas influenciadas pelos deportados da "Amazonas" ela trouxe alegria. Os deportados exultaram antevendo não só o fim do seu longo exílio mas principalmente o advento dos seus princípios."
(excerto do Cap. III, Revolta Liberal em S. Miguel e na Terceira, 1821)
Matérias:
I. A cidade de Angra na Ilha Terceira, sede do Governo Geral dos Açores - Suas Causas e consequências.
II. As ideias Liberais, sua difusão pelos deportados da "Amazonas".
III. Revolta Liberal em S. Miguel e na Terceira, 1821 - Contra Revolução.
Encadernação simples em meia de percalina.
Exemplar em bom estado de conservação.
Raro.
Indisponível

Sem comentários:

Enviar um comentário