30 agosto, 2016

BORGES, J. G. Calvão - A FAMÍLIA FLAVIENSE DE CAMÕES. Separata de Arqueologia e História, volume V. Lisboa, 1974. Lisboa, Real Associação dos Arquitectos Civis e Arqueólogos Portugueses, 1974. In-4.º (25cm) de 72, [4] p. ; [4] p. il. ; B.
1.ª edição independente.
Ilustrada em separado com 4 fotogravuras de imóveis antigos relacionados com a família flaviense do Poeta.
"Há na secção de Reservados, da Biblioteca Nacional, um manuscrito com particular interesse para quem estuda a História de Chaves. Trata-se do códice n.º 221 que é constituído por um conjunto de cartas e duas memórias descritivas da cidade. As cartas datam do período 1721-1723 e foram remetidas a D. Jerónimo Contador de Argote, D. Manuel Caetano de Sousa e outros, por Tomé de Távora e Abreu, que ao tempo era Secretário do Governo das Armas de Trás-os-Montes. [...]
Ora, entre os apelidos nobres flavienses, Tomé de Távora indica o de Camões.
Algumas páginas atrás, na lista de militares mais distintos da região, aparecem os capitães de infantaria José Couraça Camões e Diogo Couraça Camões.
Quando há alguns anos li este códice, a afirmação da existência de uma família Camões em Chaves despertou em mim uma natural curiosidade. Que relação de parentesco haveria entre estes Camões e o poeta?"
(excerto do Cap. I, Os Camões flavienses)
Matérias:
I - Os Camões flavienses. II - Análise dos documentos. III - Os outros Camões. IV - A ascendência paterna do Poeta. V - Final. Notas e Bibliografia.
José Guilherme Calvão Borges (1931-2001). “Foi um militar e heraldista português. Licenciou-se em Engenharia Aeronáutica pela Universidade de Michigan (EUA). Seguiu a carreira militar, atingindo os postos de Major-General e de Brigadeiro Aeronáutico. Escreveu sobre Genealogia dezoito extensos trabalhos, para além de mais uma dúzia sobre Heráldica.”
(fonte: wikipédia)
Exemplar brochado em bom estado de conservação. Ausência da f. guarda (em bco).
Muito invulgar.
Com interesse camoniano.
15€
Reservado

Sem comentários:

Enviar um comentário