10 junho, 2017

DELABAYS, Joseph - DESTINO TRÁGICO DUM MONARCA PACÍFICO. O Imperador-Rei Carlos da Áustria-Hungria (1887-1922). [Lisboa], Edições Gama, 1947. In-8.º (19cm) de 296 p. ; [2] f. il. ; B.
1.ª edição.
Biografia de Carlos I, o último imperador do Império Áustro-Húngaro. Político moderado, sucederia no trono ao seu tio-avô, o velho Francisco José. Os seus esforços para ajudar a restabelecer a paz mundial resultariam infrutíferos, vindo a falecer aos 34 anos de idade, durante o seu exílio na ilha da Madeira.
Livro ilustrado em separado com duas fotogravuras do monarca: um seu retrato, e no leito de morte.
"Hoje não há que ser génio político para compreender que as condições da paz oferecidas em 1917 pelo chefe responsável do Império austro-hungaro, e expressas em cláusulas prudentes, realistas, teriam poupado quase certamente à França e à Inglaterra, bem como ao mundo inteiro, a horrível catástrofe de 1939.
Nas páginas que vão ler-se, será pois o destino trágico do Imperador-rei Carlos que eu contarei, o trágico destino desse príncipe deveras amigo da paz e a quem não devem ser imputadas culpas na declaração de guerra de 1914 pela Áustria-Hungria, porquanto em 1914 ele não era senão arquiduque herdeiro. Não participou no conselho da Coroa que decidiu a guerra. Mais: não hesitou em mostrar-se veemente adversário da guerra a partir de Junho de 1914. Tanto que os homens de Estado que nessa ocasião orientavam a política da Áustria-Hungria tudo puseram em jogo para contrariar a sua activa influência a favor da paz."
(excerto do prólogo)
Exemplar brochado em bom estado de conservação.
Raro.
Indisponível

Sem comentários:

Enviar um comentário