25 janeiro, 2017

SANTARENO, Bernardo – NOS MARES DO FIM DO MUNDO (Doze meses com os pescadores bacalhoeiros portugueses, por bancos da Terra Nova e da Gronelândia.). Lisboa, Edições Ática, 1959. In-8.º (19,5cm) de 243, [5] p. ; [9] f. il. ; E.
1.ª edição.
Ilustrada com fotografias a p.b. em folhas separadas do texto.
“Nos Mares do Fim do Mundo foi, em parte, escrito a bordo do arrastão «David Melgueiro», na primeira campanha de 1957, a primeira também em que eu servi na frota bacalhoeira portuguesa, como médico. Mas depois desta, tomei parte numa segunda, em 1958, agora a bordo do «Senhora do Mar» e do navio-hospital «Gil Eannes», em que assisti sobretudo nos barcos de pesca à linha: Assim pude de facto conhecer, por vezes intimamente, todos os aspectos da vida dos pescadores bacalhoeiros portugueses, em mares da Terra Nova e da Gronelândia, e completar este livro.”
(nota do autor)
Bernardo Santareno (1920-1980). "Pseudónimo literário de António Martinho do Rosário. Escritor e dramaturgo, nascido em Santarém onde fez a instrução primária e o liceu. Em 1950, concluiu a licenciatura em Medicina, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Radicou-se em Lisboa. Fez duas viagens à Terra Nova, como médico embarcado em navios bacalhoeiros. Desempenhou funções no Instituto de Orientação Profissional, e, na Fundação Raquel e Martin Sain, destacando-se no trabalho de reabilitação e integração de invisuais. Em 1959, publicou um livro de narrativas, Nos Mares do Fim do Mundo, fruto da sua dura experiência na pesca do bacalhau.”
Exemplar brochado em bom estado de conservação.
Invulgar e muito apreciado.
30€

Sem comentários:

Enviar um comentário