15 janeiro, 2017

CARVALHO, Ribeiro de - MALDITA SEJA A GUERRA... De... Da Academia das Sciencia de Lisboa. Lisboa, [s.n. - Comp. e imp. na Tip. A Americana, [1924]. In-8.º peq. (16cm) de 29, [3] p. ; B. Col. Novela Contemporanea, 11
1.ª edição.
Capa de Alberto de Lacerda.
Rara edição deste opúsculo sob o título "Maldita seja a guerra...", integrado na apreciada colecção «Novela Contemporanea», que contém um pequeno conto: A Revolta. Um ano mais tarde, a Lvmen publica uma nova edição de "Maldita seja a guerra...", com uma tiragem francamente superior, que inclui sete contos, entre eles, A Revolta.
"Quando João dos Montes entrou no labyrintho enlameado das trincheiras, eriçadas de metralhadoras, os seus nervos tiveram um arripio trágico de frio e terror...
Até alli, deixára-se levar sem um protesto, sem um queixume, sem um estremeção de revolta, quasi sem uma lagrima, inconsciente, frio, aturdido, verdadeiro autómato, de carne adormecida e cataléptica.
Tinham-no ido buscar á sua aldeia tranquilla e distante, perdida entre serranias silenciosas, como se da sua intervenção, da sádia fôrça dos seus braços, dependessem os destinos da humanidade inteira.
E deixára-se levar, entre os gritos da velha mãe contrahida de espanto, entre os soluços doloridos da noiva inolvidavel...
- Era a guerra... - diziam-lhe os companheiros."
(excerto do conto)
Joaquim Ribeiro de Carvalho (1880-1942). "Natural de Amal, concelho de Leiria. Frequentou o Seminário dessa cidade, que acabou por abandonar, iniciando um percurso de intenso activismo político e cívico em defesa da causa republicana (no seu currículo constam passagens pela Carbonária e Maçonaria), regime que ajudou a implantar, também muito em função das suas colaborações na imprensa periódica (entre outras contribuições, destaque para a fundação e direção do jornal A República Portuguesa, 1910-1911), que conciliou com o cargo de deputado, exercido de 1911 a 1925."
(fonte. www.scoop.it)
Exemplar brochado em bom estado de conservação.
Raro.
Com interesse para a bibliografia da WW1.
Indisponível

Sem comentários:

Enviar um comentário