11 dezembro, 2016

NORONHA, Eduardo de - D. ANTÓNIO, PRIOR DO CRATO. Por... I Volume [II Volume]. Pôrto, Livraria Civilização, 1938. 2 vols in-8.º peq. (14cm) de 304 p. e 282, [2] p. ; B. Colecção Civilização : Série Amarela, 87, 88
1.ª edição.

Romance histórico. Biografia romanceada de D. António, Prior do Crato, filho bastardo do infante D. Luís. Destinado por seu pai à vida eclesiástica, abraçou a causa da pátria com a espada. Participou nas expedições em África, foi pretendente à Coroa, e lutou contra o domínio filipino. Chegou a ser aclamado "Defensor de Portugal". Apesar de derrotado na batalha de Alcântara, a 25 de Agosto de 1580, alguns historiadores consideram que D. António reinou efetivamente de 19 Junho a 25 de Agosto de 1580, considerando-o, por isso, o décimo oitavo rei de Portugal.
"D. Henrique espirara a 31 de Janeiro de 1580, pelas onze da noite. Já com um pé para além do limiar da Eternidade ainda ouvia as sugestões do duque de Ossuna e de D. Cristovam de Moura.
Os governadores do reino deliberaram celebrar as exéquias no dia imediato, 1 de Fevereiro. O cadáver dessa sombra de rei estendeu-se numa magnífica urna, alfombrada de finíssimos panos de linho. A peste que grassava em Lisboa, impedia que os seus despojos terrênos fossem transladados para Belém, para junto de seus pais e irmãos. Seria cruel obrigar a côrte a arrostar tão mortífera calamidade. Resolveram, pois, depositá-lo de momento na capela de Almeirim.
Em presença do mirrado cadáver, tão sêco de corpo como de espírito, pactuaram-se umas tréguas entre os representantes das múltiplas facções. Só durarião, porém, o espaço que elas durassem.
As argolas do ataúde, às da direita, pegaram o duque de Bragança, o comendador-mór de Cristo e o comendador-mór Manuel de Melo; às da esquerda, o conde de Tentugal, o de Linhares e D. Afonso de Castelo Branco. Acaudatavam o préstito Máximo Gonçalves da Câmara e o conde de Sortelha D. Diogo de Sousa."
(excerto do Cap. IV, Em busca do trono)
Exemplares em brochura, bem conservados. Capas frágeis com pequenos defeitos. Discreta rubrica de posse nas f. rosto.
Muito invulgar.
20€

Sem comentários:

Enviar um comentário