28 outubro, 2016

SILVA, B. M. Costa e - ESTUDANTES DE COIMBRA : episodios burlescos : costumes populares nacionaes. Porto, Tipographia A. F. Vasconcellos, 1903. In-8.º (20cm) de 390, [1] p. ; [1] f. il. ; B.
1.ª edição.
Conjunto de histórias e episódios vividos pelo autor ao longo do seu percurso universitário em Coimbra.
Livro ilustrado com uma fotogravura paisagística de Coimbra e arredores, encimada pela Universidade.
"Coimbra, enramalhetada pelos seus decantados e historicos arrabaldes floridos, beijada pelo poetico Mondik dos mouros, que hoje os poetas cantam com o nome feiticeiro de Mondego, offerece perspectiva captivante e risonha ao observador contemplativo.
Esse Mondego brejeiro orlado de verdejantes salgueiros, pendentes chorões, erectas faias e altaneiros choupos docemente brisados, esse irrequieto e travesso Mondego, que no verão deslisa manso, indolente e como que escondido por entre as finas areias do seu leito, e no inverno com furia e caudaloso, tem a ousadia de invadir o tapete matisado aqui e alli de coloridas casinhas, em que Coimbra descuidada e contente se reclina.
Coroando o monte onde assenta a casaria, d'esta saudosa terra de amores, destaca-se o nobre edificio da Universidade com a sua elegante torre, como sentinella perfilada em reverencia ao templo de Minerva."
(preâmbulo, Coimbra)
Summario dos capitulos:
I - Estreia das raparigas. II - A republica polyarchica. III - Folguedos. IV - O ninho dos amores. V - Nas férias do Natal. VI - Continua a vida airada. VII - Férias grandes. VIII - O aspirante a deputado. IX - No campo. X - A desfolhada do milho. XI - Segue a desfolhada. XII - Digressões. XIII - O batalhão do Chochinhas. XIV - Debandada do batalhão. XV - Em campanha. XVI - Infortunios. XVII - Adeus a Coimbra.
Exemplar em bom estado geral de conservação. Capas e lombada frágeis, manchadas, com defeitos vários. Falhas de papel no canto sup. dto da capa e no canto inf. esq. da contracapa. Deve ser encadernado.
Raro.
Indisponível

Sem comentários:

Enviar um comentário